Como Fazer Kombucha – Confira agora o Passo a Passo!

Receitas saudáveis são sempre bem-vindas, já que a alimentação é fundamental para cuidarmos bem de nosso corpo e mente. Por isso é importante aprendermos a fazer Kombucha, uma bebida probiótica com vários benefícios para nossa saúde.

O Que é Kombucha?

Como Fazer Kombucha

Essa bebida surgiu na Ásia, nas antigas comunidades chinesas. O seu consumo se popularizou na metade do século passado, com os movimentos naturalistas, como os hippies.

A Kombucha é uma bebida fermentada, onde você cultiva uma colônia de bactérias boas e adiciona um chá do seu gosto, como o chá preto ou o chá verde.

Essa colônia de bactérias é conhecida como Scoby (Symbiotic Culture Of Bacteria and Yeast), que em português significa Cultura Simbiótica de Bactérias e Leveduras. Trata-se de um disco gelatinoso onde as bactérias se reproduzem e realizam a fermentação.

Este chá fermentado é conhecido pelas suas propriedades terapêuticas, principalmente pela desintoxicação que as bactérias boas promovem.

Quais os seus benefícios para a saúde?

A fermentação por bactérias boas é uma técnica bem conhecida para realizar alimentos e bebidas que contribuem com a saúde. Já que o corpo precisa dessas bactérias para funcionar melhor.

Antes de descobrirmos como fazer Kombucha, vamos ver alguns dos seus benefícios no organismo.

Desintoxicação

No nosso cotidiano nos alimentamos de várias coisas péssimas para nossa saúde, como frituras, industrializados e etc.

Todas as substâncias têm que ser processadas pelo fígado, o que causa a liberação de toxinas e acaba intoxicando o organismo.

A Kombucha, com sua flora bacteriana, é uma bebida antioxidante, o que promove a desintoxicação do organismo e combate essas toxinas.

Energia

Como Fazer Kombucha - Fonte de Energia

Durante a fermentação da Kombucha, o chá base utilizado (Chá preto, por exemplo), libera substâncias como o ferro.

Uma das principais funções do ferro no organismo é ajudar o transporte de oxigênio pelo sangue. E quando as células recebem uma quantidade maior de oxigênio, elas aumentam a capacidade de produzir energia.

Além disso, os chás possuem uma pequena quantidade de cafeína, que também ajuda com a energia no corpo.

Então o chá fermentado ajuda você a ter mais disposição e energia no seu dia-a-dia, promovendo uma vida mais saudável.

Melhora o sistema imunológico

Este é um ótimo motivo para fazer Kombucha e adicionar a bebida na sua dieta cotidiana.

O sistema imunológico é o conjunto de organismos que ajudam na defesa do seu corpo, combatendo doenças como o vírus da gripe por exemplo.

Então se o sistema imunológico está forte, a sua saúde também melhora, caso contrário você fica mais exposto a doenças.

A Kombucha possui uma substância, conhecida como DSL que se desenvolve durante a fermentação do chá. Essa substância é responsável por prevenir danos celulares e fortalecer o sistema imunológico.

Sistema digestivo

As bactérias boas possuem várias funções em nosso corpo, uma das principais é ajudar na digestão, já que elas ajudam a decompor os alimentos.

Além disso, uma flora intestinal saudável, com bastante bactérias boas, impede que as bactérias que causam doenças se instalem ali, prevenindo quadros como diarreias.

A Kombucha é como se fosse um chá dessas bactérias boas, que surgem da fermentação do Scoby, então beber regularmente faz com que você tenha uma ótima saúde intestinal.

Saúde das articulações

Um dos principais problemas das articulações é o desgaste das cartilagens, o que provoca inflamações e dores fortes.

Por isso é importante fazer Kombucha, pois a bebida possui substâncias que melhoram a saúde das cartilagens, prevenindo doenças como dores articulares.

Esses são só alguns dos benefícios da Kombucha, suas propriedades terapêuticas são impressionantes, ajudando você a ter uma vida mais saudável.

Recebi meu Scoby, e agora como fazer Kombucha?

Scoby Kombucha

Uma dúvida muito comum em quem está começando a fabricar sua própria Kombucha é saber como cuidar do Scoby que recebe.

Geralmente você consegue o Scoby pedindo para alguém que já produz a Kombucha, onde ele divide a colônia de bactérias para que você a cultive e fabrique a sua própria bebida.

Você deve tomar alguns cuidados, já que o Scoby é formado por bactérias vivas. Sendo assim é sua responsabilidade manter elas se reproduzindo e não permitir que mofos e fungos a contaminem.

Para manter o seu Scoby saudável e conseguir fazer Kombucha de qualidade você deve tomar alguns cuidados.

Nunca aquecer

As bactérias do Scoby sofrem quando são aquecidas, podendo morrer, o que acabaria com a sua colônia. Então sempre use ele sem aquecer ou jogar água quente.

Não guarde por muito tempo

A Kombucha é uma bebida para ser tomada diariamente, porém nem sempre é fácil adicionar um hábito em nosso cotidiano. Portanto se não criar o hábito, o Scoby ficará parado, sem ser utilizado por vários dias.

Quando você não for utilizar a colônia de bactérias você pode guardar em um pote de vidro fechado com panos e elásticos na geladeira, assim você mantém ele longe de contaminações. Mas sempre deve deixar um pouco de chá no vidro, o suficiente para cobrir o Scoby.

Porém se ele ficar muito tempo sem ser utilizado, pode entrar em estado de dormência, sem nunca se recuperar.

Então se você tem muito Scoby de sobra, você pode doar para pessoas que estão começando ou fazer Kombucha só para manter a colônia ativa.

Sempre deixe um pouco de chá

O principal alimento do Scoby é o açúcar do chá utilizado para fazer a Kombucha. Então sempre que você for utilizar a colônia para produzir um novo chá, deixe um pouco de chá no Scoby que sobrar para ele voltar a se reproduzir e ter alimento à vontade.

Cuidado com as contaminações

O ambiente do Kombucha é perfeito para o crescimento de bactérias, inclusive as ruins e fungos como o mofo.

Por isso sempre preste atenção aos utensílios que você utiliza, pois, uma vez contaminado você precisa descartar o Scoby e começar tudo de novo.

Para descobrir se a colônia está contaminada sempre fique atento ao visual dele, se aparecer manchas brancas, como ocorre no pão mofado, jogue fora.

O disco de Scoby é uma gelatina, você percebe a luz passando por ele e possuem uma coloração amarronzada ou com tons de creme. Se você notar cores esverdeadas no Scoby é um sinal de contaminação por bactéria, na dúvida jogue fora.

rumo ao centenario

Como fazer Kombucha passo a passo

Agora que você já sabe os benefícios da Kombucha e como cuidar do seu Scoby, vamos descobrir como fabricar o chá fermentado.

A primeira fabricação precisa de um pouco mais de cuidados. É necessário atenção não só para a Kombucha, mas também com o ambiente, para que seu Scoby cresça de forma saudável.

Utensílios

Para essa primeira fermentação você vai precisar dos seguintes utensílios:

  • Recipiente de vidro com boca larga;
  • Peneira de plástico ou de aço inoxidável. Não utilizar nada de alumínio;
  • Funil;
  • Colher ou mexedor de silicone ou nylon;
  • Pano ou papel toalha;
  • Elástico.

O objetivo do pano e do elástico é fazer uma espécie de tampa no recipiente que permite a passagem de ar. Por isso procure elásticos e panos que cubram todo o recipiente.

Chás que posso utilizar

Existem várias ervas que permitem uma boa fermentação da Kombucha, porém existem outras que não fermentam tão bem e não vão funcionar.

As melhores ervas são:

  • Chá preto;
  • Chá verde;
  • Chá mate;
  • Chá branco;
  • Hibisco.

E para adoçar o chá utilize:

  • Açúcar mascavo;
  • Açúcar cristal;
  • Mel natural;
  • Suco concentrado de fruta doce.

Quais os ingredientes para fazer Kombucha?

Para fazer Kombucha você vai precisar de:

  • 1 litro de água filtrada, se possível água mineral para evitar o cloro;
  • 1 colher de sopa de chá;
  • 120 gramas de açúcar;
  • O Scoby.

Primeiro passo – Fazer o chá base

Depois de escolher uma das ervas você pode prepara-lo normalmente. Ferva a água, desligue o fogo, faça a infusão do chá por 10 minutos.

Após isso você adoça ele com o açúcar e mexe bem até dissolver completamente o açúcar.

Em seguida coloque o chá no recipiente de vidro de boca larga e espere esfriar. Lembre-se que o chá quente poderá matar seu Scoby. Aguarde até que a temperatura chegue em algo em torno de 27 graus.

E finalmente coloque um pouco do chá que já está no Scoby, deverá ser algo em torno de 10% da quantidade total que será produzida. Por isso sempre guarde um pouco de chá antigo para a próxima fabricação. Esse chá antigo é chamado de “starter” ou “chá de arranque”.

Segundo passo – Colocando o Scoby

Depois que você misturou o chá antigo com o novo você pode adicionar o Scoby, o disco gelatinoso.

Mais uma vez, tome cuidado com a temperatura do chá, ele deve estar na temperatura ambiente para fazer Kombucha sem matar as bactérias da colônia.

Após isso você fecha o pote com o pano ou com o papel toalha e prende com o elástico.

Terceiro passo – Fermentação

O pote com o Scoby fermentando deve ficar parado, procure não movimentar ele por 7 a 10 dias. A agitação do líquido pode prejudicar a ação das bactérias.

Deixe em um local em que não incida luz direta no vidro, procure um lugar que não incomoda o funcionamento da casa, assim ninguém precisará mexer no pote.

As bactérias fermentam melhor em dias quentes, com temperaturas de 24 a 30°C, se você estiver em uma região mais fria deixe mais tempo fermentando.

Para saber se a bebida está pronta, você pode experimentar com uma colher após 7 dias. Caso não sinta o gosto do açúcar e o chá estiver um pouco ácido está pronto. Se deixar mais tempo ele fica com gosto de vinagre. Outra técnica é utilizar um PHmetro para checar o PH. O valor deverá ser 3,5.

Quarto passo – Consumo e um novo Scoby

Quando o nível de acidez estiver ao seu gosto você pode transferir o chá, sem o Scoby, para outro recipiente e guardar na geladeira, esse é a Kombucha pura.

Reserve um pouco do chá em outro recipiente e guarde o Scoby “filhote” nela, assim você recomeça a colônia e poderá utilizar para fazer Kombucha mais tarde.

A Kombucha pura já está pronta para o consumo, mas você ainda pode promover uma segunda fermentação onde adicionará sabor e especiarias.

Quinto passo – Fermentação secundária

Para realizar a segunda fermentação você vai precisar de:

  • Uma garrafa pet;
  • Funil;
  • Fruta de preferência;
  • Especiarias como canela e gengibre;
  • Mel ou açúcar;
  • Kombucha pura.

Coloque a Kombucha na garrafa e adicione os ingredientes, você pode colocar a fruta em pedaços ou processada. Pode colocar gengibre, hortelã, canela, cravo, etc.

Tente encher o máximo possível para ficar quase sem ar dentro da garrafa.

Após isso você fecha a garrafa com força e deixa fermentando fora da geladeira por dois dias, ou até sentir que a garrafa pet esteja ficando dura. Isso significa que a bebida está naturalmente gaseificada. Depois desse tempo você coa o líquido, tirando as especiarias.

Com a fermentação pronta você pode armazenar em um recipiente na geladeira e ir tomando, o líquido fica bom por 3 a 4 dias, após isso pode começar a ficar com um gosto um pouco estranho.

E quanto de Kombucha eu posso tomar?

Como Fazer Kombucha - Quanto tomar por dia

Fazer Kombucha é uma experiência muito interessante, além de ser saudável promove o compartilhamento de receitas e até de Scobys.

Porém as bactérias atuam diretamente no intestino, então nos primeiros dias tomando procure tomar quantidades pequenas, como meia xícara de chá.

Conforme o seu corpo for se acostumando você aumenta para uma xícara por dia, não é recomendado tomar mais do que 470 ml diariamente.

Se você tomar muito Kombucha pode acabar sofrendo com alguns efeitos colaterais como diarreias e flatulência.

A primeira fermentação, ou o Kombucha puro, possui mais benefícios, já que as bactérias estão mais ativas, porém cuidado ao tomar.

Com o Kombucha puro você tem que manter o hábito de tomar muita água diariamente, pois o corpo vai precisar de bastante água para liberar as toxinas que o Kombucha ajuda a librar.

Além disso, é altamente recomendado que você procure médicos e nutricionistas antes de mudar a sua alimentação, inclusive no consumo de Kombucha ou outros chás fermentados.

rumo ao centenario

O que fazer com o Scoby que sobra?

Na hora de fazer Kombucha percebemos que o Scoby cresce rápido demais, em pouco tempo temos um excedente de colônia e você fica sem saber o que fazer com os discos gelatinosos.

A primeira opção é doar, assim você permite que mais pessoas participem dessa revolução saudável e comece a consumir a Kombucha.

Mas além da doação existem algumas opções para você utilizar de formas alternativas, como:

  • Máscara facial: As bactérias e a acidez do Scoby podem ajudar você a renovar as células do seu rosto, para isso corte em tiras e deixe em repouso no seu rosto por cerca de 15 minutos.
  • Receitas com o Scoby: Existem várias receitas, como Sashimi vegano, para fazer com o Scoby.
  • Adubo: O material biológico funciona muito bem com adubo para plantas.

Descubra mais receitas e dicas saudáveis

Fazer Kombucha é ótimo para conhecer mais do mundo saudável e mudar os seus hábitos de vida, mas promover a saúde não é só isso.

Acompanhe nossos conteúdos e descubra agora mais receitas e alimentos que vão melhorar muito a sua saúde.

Espero que tenha gostado do artigo, e até o próximo!

Um abraço, João Vasconcelos.

Curso de Produção de Kombucha com Lucas Montanari

Kombucha

DESCRIÇÃO DO PRODUTO

Aprenda a cultivar artesanalmente em sua casa, de forma prática e saudável, a bebida gasosa probiótica mais consumida no mundo com um dos maiores especialistas e referência de probióticos naturais: Lucas Montanari do Com Ciência Saúde .

Além de refrigerantes e espumantes naturais que regulam o intestino trazendo mais saúde, desintoxicação e energia, esse curso te ensinará a fazer vinagres, mostardas, conservas, produtos de limpeza e até cosmética com esse maravilhoso elixir!

Receba conhecimentos únicos a respeito de saúde intestinal, os probióticos e os prebióticos, saiba como aumentar sua produção com tranquilidade, diversas dicas e muito mais.

curso de kombucha

Conteúdo Programático do Curso:

01 – Aula de Saúde Intestinal
02 – Prebióticos e Probióticos
03 – O que é Kombucha
04 – Ingredientes e Utensílios
05 – 1ª Fermentação
06 – 2ª Fermentação
07 – Fermentação Contínua e Scoby Hotel
08 – Vinagre Probiótico
09 – Aumentando a Escala de Produção
10 – Mostarda Probiótica
11 – Receita Bônus!

INCLUI:
– Vídeos-aula (qualidade Full HD)
– Apostila Digital (PDF para baixar)
– KombuQuiz para testar o conhecimento

* Contém 1h17min de vídeos em 11 módulos com acesso livre por 6 meses (180 dias) a partir da data de compra para assistir quantas vezes quiser!

curso de kombucha

VANTAGENS

Um curso completo de produção artesanal de um elixir da saúde probiótico, capaz de ampliar o nível de saúde de quem consome. Diversas pesquisas estão comprovando que doenças como obesidade, diabetes, câncer, doenças autoimunes, depressão e muitas outras estão ligadas saúde intestinal, comprovando a frase de Hipócrates, pai da medicina ocidental: “Toda doença começa no intestino”.

Uma garrafa de 330ml de kombucha custa em média 15,00 nos comércios. Por esse preço a pessoa pode ser capaz de produzir dezenas de garrafas em casa, economizando muito aos consumidores e também sendo uma ótima oportunidade para quem quer ter uma fonte de renda extra ou até principal, sendo a bebida probiótica que mais cresce em venda nos mercados internacionais e nacional nos últimos anos!

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *